Livros na mesa com Estilingues

No próximo dia 23, o grupo participará do “Livros na mesa”, evento tradicional da Estação das Letras. Contamos com sua presença.A_livrosnamesa

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Apresentação animada do Estilingues

Quem quiser ver uma apresentação animada do grupo Estilingues, entre neste link.

1 comentário

Arquivado em Eventos

Ler os livros on line

Agora é possível ler os livros do grupo on line. Para isso, ao lado do “Quem somos nós” há outra página “Leia on line”. O link para os dois livros (Amores vagos e Mapas de viagem) está lá.

Com isso, pretendemos chegar mais distante ainda, pois quem tem acesso à internet pode então ler nossos livros, que não circulam pelo comércio. Espalhe aos amigos.

2 Comentários

Arquivado em Ideias

Leve que o livro é seu! Em Olinda, durante a FLIPORTO

Deixe um comentário

novembro 13, 2012 · 18:58

Estilingando em Olinda

Durante a Fliporto – Festa Literária Internacional de Pernambuco, que ocorrerá pelas ladeiras de Olinda, entre os dias 15 e 18 de novembro, nossas estlingueiras, Vânia Osório e Sônia Peçanha, participarão de evento na Casa dos Autores, no dia 17 de novembro, às 13 horas.

A progrmação da Fliporto pode ser vista no site do evento, em http://www.fliporto.net/fliporto2012/programacao/.

Na ocasião de nossa participação, lançaremos a nova coletãnea do grupo, Mapas de viagem. O livro circula livremente, o leitor a recebe e fica com o compromisso de lê-lo e passá-lo adiante.

Chamada do nosso evento:

Título: LEVE QUE O LIVRO É SEU!

Conteúdo: O Projeto Estilingues reúne 7 escritores que se conheceram há mais de 20 anos numa Oficina Literária do Rio e resolveram editar seus textos para distribuição gratuita, divulgando a literatura onde quer que haja espaço. Por que Oficina Literária? Como publicar sem uma grande editora? Como chegar ao leitor? Venha conversar com a gente. Há um Mapas de viagem saído do forno à sua espera. Um livro de presente, a ser lido e passado adiante..

Convidado:
Alexandre Brandão – Autor de livros como Contos de homem e No Osso: Crônicas Selecionadas , escreve no blog No Osso (http://noosso.blogspot.com).

Cristina Zarur – Jornalista, pesquisadora e resenhista literária. Publicou contos em sites e pode ser acompanhada em seu blog http://cristinazarur.wordpress.com/

Marilena Moraes – Dedica-se à tradução e à revisão. Publicou contos em três coletâneas com o grupo, e muitos de seus textos estão em http://www.jornalplasticobolha.com.br/.

Miriam Mambrini – Autora de 8 livros, detém, entre outros, o prêmio Stanislaw Ponte Preta. Seus romances As pedras não morrem e O crime mais cruel foram adquiridos pelo PNBE do MEC.

Nilma Lacerda – Escritora. Queria que a vida toda fosse só escrever, e quase é. Como professora de Letras da Universidade Federal Fluminense colabora com o mundo letrado. Aceita visitas em http://www.nilmalacerda.com.br.

Sônia Peçanha – Autora de Traição e outros desejos e integra as coletâneas Contos de escritoras brasileiras e 30 mulheres que estão fazendo a nova literatura brasileira.
Vânia Osório, psicóloga e arte terapeuta, autora de Fronteiras e Sem Alardes, ambos de poesia e do blog rapaduracarioca.wordpress.com

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Quem dá estilingadas conosco

No primeiro livro do projeto, Amores vagos, estilingaram conosco: Luiz Ruffato (orelha), Maíra Lacerda (capa) e Andréa Canto (foto da capa).

Luiz Ruffato é um escritor de que todos gostamos, sujeito que tem não só produzido boa literatura como se debruçado sobre a literatura feita no Brasil de hoje. Graças ao leitor profissional, que produz coletâneas, Ruffato chegou aos textos de Miriam Mambrini e Sônia Peçanha. Por isso, elas aparecem em 30 mulheres que estão fazendo a literatura brasileira hoje, organizado por ele (Record, 2005). Essa proximidade ajudou a quebrar nosso receio, e tratamos de convidar Ruffato para fazer a orelha. Escritor generoso, entrou na jogada, segurou bem a forquilha, esticou a borracha e mandou sua pedrada literária.

No Facebook, Alexandre Brandão encontrou uma foto de sua amiga das antigas, Andréa Canto. A foto tinha tudo a ver com o projeto que estávamos desenvolvendo. Andréa se abriu à ideia do grupo, cedeu o uso da foto e, assim, virou logo uma estilingueira de primeira hora.

A foto é boa, mas daí até a capa… Nilma Lacerda é mãe de Maíra, formada em design na PUC. Por que não ela? E lá veio Maíra para nossa gangue do bem. Aliás, veio e produziu uma capa lindinha, no espírito amoroso que o livro carrega.

No segundo livro, Mapas de viagem, novos parceiros. Fernanda  Groetaers, sobrinha de Sônia Peçanha, é a responsável pela capa. Seu jeito de chegar aos estilingueiros foi diferente. Como já conhecia o projeto, seu conceito, ofereceu-nos sua arte. Um brinde para quem brinda o leitor desconhecido. Bela capa fez esta Fernanda, novamente captando o espírito de algumas tantas viagens, quase nunca turísticas.

Na hora de pensarmos em quem convidar para fazer a orelha, não foi preciso mais do que uma rodada de conversa; surgiu naturalmente o nome de Maria Valéria Rezende, escritora consagrada, mas que, além disso, tem uma prática voltada para a alfabetização de adultos (muitos em situação de exclusão, como presidiários, por exemplo). Das nossas. E Maria Valéria já conhecia nosso projeto, havia nos convidado para ir à Paraíba falar sobre ele e, quando pode, distribui o Amores vagos por aí. Recebemos outra lição de generosidade. Não é fácil para um escritor, sempre atarefado, arranjar um tempo, ler um monte de texto e produzir outro  que sirva de apresentação àqueles. Pois Valéria, como Ruffato, aceitou nosso pedido, fez das tripas, coração e produziu um belo texto.

Falta falar de Jesus. Marcos Jesus. Dono da Alternativa, editora de Niterói, Marcos tem sido nosso fiel parceiro desde o primeiro instante do primeiro livro. Sônia Peçanha o trouxe e ele se firmou com seu trabalho correto, limpo, eficiente.

Amigos, compartilhamos assim um pouco os bastidores dos livros que queremos que circulem infinitamente, principalmente entre aqueles que têm pouco acesso aos mesmos.

3 Comentários

Arquivado em Ideias

Miriam Mambrini e “Ninguém é feliz no paraíso”

Nossa estingueira, Miriam Mambrini, lançou recentemente o romance “Ninguém é feliz no paraíso” (Imã Editorial). Em entrevista, Miriam falou não só do livro, mas de sua carreira, contando um pouco também do Estilingues.

Para ler a entrevista da Miriam, clique aqui.

Miriam Mambrini.

Deixe um comentário

Arquivado em Ideias